BOXE CHINÊS - União Ton Lon Kung Fu do Brasil, Kung Fu, Boxe Chinês, Sanda, Tai Chi Chuan, Osasco, Butantã, São Paulo

Ir para o conteúdo

Menu principal:

MODALIDADES
Boxe Chinês - Sanda

O Boxe Chinês ou Sanda é parte integrante do Kung Fu e consiste em uma luta de contato na qual são utilizadas técnicas de socos, chutes, projeções e quedas.

O estilo de combate Sanshou (sem joelhada e cotovelada) foi incluído nos Campeonatos Mundiais a partir de 1991 e nesse mesmo ano foi publicado um conjunto de regras pela Federação Internacional de Wushu (IWUF).

No Combate chinês são utilizados equipamentos como protetor de tórax, canela, luvas e protetor bucal e o praticante não pode empregar golpes de quebramento, torções, golpes em pontos vitais.


Como é realizado o Boxe Chinês

Geralmente em uma competição o combate é feito sobre tatames de encaixe ou em uma plataforma elevada simulando um ringue sem ou com cordas nas laterais.

No combate lutadores se enfrentam nas categorias divididas a cada cinco kilos em dois rounds de dois minutos cada um e se houver empate é feito um terceiro round para decidir o vencedor que pode ser por nocaute ou pontos.


Benefícios do Boxe Chinês

O combate é um importante legado do povo chinês que visa proporcionar saúde e longevidade aos seus praticantes.

Ajuda o praticante a ter maior agilidade, resistência e disciplina, gerando benefícios como pronto raciocínio; perda de peso; desenvolvimento físico acelerado; relaxamento mental; aprimoramento de laços sociais; aumento de resistência corporal e aumento de confiança.


Exemplificamos a seguir o alcance do Boxe Chinês/ Kung Fu no ambiente sócio-político:

Desperta a cidadania das crianças, jovens e adultos;

Apresenta um ambiente saudável de vivência comunitária;

Distancia as crianças do uso de drogas e entorpecentes;

Fortalece a coragem de viver nos praticantes e envolvidos;

Desenvolve virtudes como a temperança, humildade e sabedoria;

Cria um ambiente saudável ao desenvolvimento de novas amizades, promovendo a socialização entre os participantes;

Desenvolve consciência e coordenação motoras nas crianças e jovens;

Desenvolve noções de civilidade, vez que a filosofia do Kung Fu procura inibir o uso desnecessário de violência;

Desenvolve habilidades de auto-defesa e controle emocional.

 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal